Curso de Oratória - Turma 2

Curso de Oratória - Turma 2
CLIQUE NA IMAGEM e faça sua pré-inscrição!

3/30/2019

Atividade de Pesquisa sobre Religiões no Brasil


FACULDADE EVANGÉLICA DE GOIANÉSIA(FACEG)
MANTENEDORA: ASSOCIAÇÃO EDUCATIVA EVANGÉLICA(AEE)
CNPJ: 01060102/0006-70
Av. Brasil nº 1000 – Bairro Covoá - Goianésia – GO
CEP: 76.380-000 Caixa Postal: 71

IDENTIFICAÇÃO
Disciplina: Cidadania, ética e espiritualidade
Professor: Prof. Me. Gidalti Guedes da Silva


PESQUISA SOBRE RELIGIÕES – 1ªVA
1.    Objetivo Geral
Desenvolver uma pesquisa sobre as expressões religiosas de maior expressão no cenário mundial e brasileiro.

2. Expectativas de Aprendizagem (Competências)
Teoria
Prática
Atitude
Conhecimento acerca da diversidade religiosa, diferenças de credos e ritos, que caracterizam a sociedade contemporânea.
Desenvolver pesquisa e análise dos fenômenos religiosos, valendo-se das categorias estabelecidas pela “fenomenologia da religião”:
“Linguagens da experiência religiosa”.
·         Abrir-se para compreensão e respeito ao diferente.
·         Superação de traços da racionalidade inspirados pela intolerância fundamentalismo religioso.
·         Sensibilização afetiva ao “outro”.

3. Metodologia
Atores envolvidos
O trabalho será realizado em grupos.
Objeto de Estudo
Religiões de maior expressão mundial e nacional:

1.Igreja Católica
2.Evangélicos
3.Espiritismo Kardecista
4.Umbanda / Candomblé
5.Testemunhas de Jeová
6.Budismo
7.Judaísmo
8.Islamismo
9.Hinduísmo

10.Religiões Indígenas

Categorias de Análise
As informações coletadas sobre cada grupo religioso deverão ser classificadas conforme as categorias que estão abaixo.
  • Sagrado – Divindade(s)
  • Símbolos
  • Principais Ritos (celebrações)
  • Textos sagrados
  • Principais Doutrinas
  • Valores / Moral
  • Corporeidade
  • Locais de culto / templos.
Forma de Apresentação da Pesquisa
  • Preparação de relatório de pesquisa, por meio de Slides de apresentação, permitido uso de recursos audiovisuais – 1ª VA.
  • Apresentação Oral – 2ª VA.

4. Data de Entrega
Estabelecida em contrato pedagógico (professor e alunos).

5. Bibliografia Indicada
ALVES, Rubem. O que é religião. São Paulo: Loyola, 1999.
GAARDER, Jostein et al. O Livro das Religiões. São Paulo: Cia. das Letras, 2000.
BONOME, José Roberto. Cultura e Religião. Goiânia/Anápolis: PUC/UniEVANGÉLICA, 2010.
CROATTO, José Severino. As linguagens da experiência religiosa: uma introdução à fenomenologia da religião. São Paulo: Paulinas, 2010.
TEIXEIRA, F.; MENEZES, R. As religiões no brasil: continuidades e rupturas. Rio de Janeiro: Vozes, 2006.

3/13/2019

O PAPEL DO ESTADO CONFORME A BÍBLIA (Ensaio)



TEXTO: Êxodo 22:22-24.
“A nenhuma viúva nem órfão afligireis. Se de algum modo os afligirdes, e eles clamarem a mim, eu lhes ouvirei o clamor; a minha ira se acenderá, e vos matarei à espada; vossas mulheres ficarão viúvas, e vossos filhos, órfãos.”

Qual a função do Estado?
Responder esta pergunta é crucial para o atual momento de nosso Brasil.


Para alguns, o papel do Estado (GOVERNO) é somente garantir a ORDEM, a segurança, as fronteiras nacionais, criar INFRAESTRUTURA com estradas, portos, visando o fluxo de produtos e pessoas. A ORDEM também se faz reprimindo duramente as pessoas que "questionam", que fazem manifestações, protestando contra injustiças sociais e econômicas. Para eles, o Estado não nunca deve interferir na economia, nem nas relações de empregadores e empregados. Tão pouco deve ocupar-se dos direitos universais (naturais), que garantem a dignidade humana (de todos os humanos do país).

Como a Bíblia trata deste assunto. Êxodo 22, 22-24 apresenta princípios para organização pública do povo de Deus, no Antigo Testamento, que estava aprendendo a ser povo "livre", nação. Olha que interessante, a LIBERDADE da escravidão do EGITO trouxe a RESPONSABILIDADE de cuidar dos "pequeninos". O "órfão e a viúva" devem ser compreendidos aqui como uma "categoria" de pessoas, que não tem a quem recorrer; que dependem do auxílio de outrem. Portanto, na Bíblia, que deveria ser base ética para os cristãos, o GOVERNO deve preocupar-se em evitar os abusos, as injustiças mais gritantes, pois Deus se importa com estas pessoas de modo especial.

Neste sentido, o modelo de "Estado de Bem Estar Social", que é também "democrático", que garante nossas "liberdades individuais", que permite a economia "capitalista", me parece o mais indicado. Neste modelo de Gestão Pública, o GOVERNO deve garantir direitos, evitar a exploração da mão-de-obra, dar dignidade aos idosos e inválidos, que são jogados fora pelo mercado de trabalho. A partir desta reflexão BÍBLICA, considero IMORAL reformas do nosso sistema PREVIDENCIÁRIO, que não contemplem estes princípios.

Existem coisas que que podem até ser "legais", votadas e promulgadas, mas são IMORAIS, pois violam princípios básicos da dignidade humana e da própria vontade de Deus para nossa sociedade.
Poderia citar outros textos bíblicos, mas acredito ser o bastante. Quem tem ouvidos, ouça.

Gidalti Guedes da Silva
Minha foto
Goianésia, GO, Brazil
Teólogo, Pedagogo, Especialista em Teologia e História Metodista, Mestre em Educação. Professor do Eixo de Humanidades na Faculdade Evangélica de Goianésia (FACEG/UniEVANGÉLICA); Palestrante; e Professor de Arte Marcial (Karatê).

Pesquisar este blog