4/01/2011

A escola pública e o ensino da moral laica no pensamento educacional de Émilie Durkheim frente à crise da razão moderna




RESUMO: Este artigo tem como objetivo analisar o papel da escola pública como difusora de uma moral laica, conforme a proposta educacional de Émilie Durkheim, diante da crise da razão moderna. Num primeiro momento, a modernidade é apresentada como cenário histórico e cultural onde se origina a escola pública, tal como conhecemos hoje. Ficam em destaque as questões sócio-econômicas, filosóficas, científicas e políticas que atuaram na constituição das propostas educacionais, e do próprio sentido da educação. O enfoque está, especialmente, nos contextos sob influência do iluminismo e da doutrina positivista de Augusto Comte. Num segundo momento, faz-se uma análise da proposta de Émilie Durkheim, sociólogo da educação influenciado pelo positivismo, que apresenta a escola pública como difusora de uma moral laica, que seja capaz de minorar a fragmentação social e anomia, substituindo a moral fundada no discurso teológico e filosófico. Por fim, o último tópico do artigo apresenta uma crítica ao pensamento de Émilie Durkheim, diante da crise da razão moderna, deflagrada pelas latentes contradições sociais, políticas, econômicas e estéticas presentes na sociedade contemporânea.

PALAVRAS-CHAVE: Émilie Durkheim, modernidade, moral laica.


REFERÊNCIAS

ARON, Raymond. As etapas do pensamento sociológico. 6ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 2002.
BARBOSA, José Carlos. Salvar & educar: o metodismo no Brasil do século XIX. Piracicaba: CEPEME, 2005.
DURKHEIM, Émilie (Trad. Raquel Weiss). O ensino da moral na escola primária. In: Novos Estudos. No 78. Julho/2007. p.59 – 75. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/nec/n78/ 08.pdf>. Acesso em: 20 de julho de 2010.
DURKHEIM, Émilie. Da divisão do trabalho social. São Paulo: Martins Fontes, 1999.
FURTADO, Celso. O capitalismo global. 4a ed., São Paulo: Paz e Terra, 2000.
LÉONARD, Émilie G. O protestantismo brasileiro: estudo de eclesiologia e história social. 3ª ed. São Paulo: ASTE, 2002.
LYON, David. Pós-modernidade. Paulus: São Paulo, 1998.
LYOTARD, Jean-François. A condição pós-moderna. 5ª ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 1998.
MARICATO, Ermínia. Brasil, cidades. Alternativas para a crise urbana. Petrópolis: Vozes, 2001.
RIBEIRO, Maria Luisa Santos. História da educação brasileira: a organização escolar. 19ª ed. Campinas: Autores Associados, 2003.
SANTOS, Milton. Por uma outra globalização: do pensamento único à consciência universal. 7a ed. Rio de Janeiro: Record, 2001.
SAVIANI, Dermeval. Escola e democracia. 41ª ed. Campinas: Autores Associados, 2009.
WEBER, Max. Ética protestante e o espírito do capitalismo. São Paulo: Martin Claret, 2006.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar este blog