4/13/2011

Por uma Espiritualidade Wesleyana para a América-Latina

 
 
Gidalti Guedes da Silva

O tema “Por uma Espiritualidade Wesleyana para a América Latina” é de suma importância para a atualidade da Igreja Metodista no Brasil. Ao abraçar o princípio da tolerância e liberdade na forma de expressão cultual, a Igreja abriu a possibilidade do desenvolvimento de espiritualidades incoerentes com os princípios básicos da teologia de Wesley e os da teologia latino-americana. Desse modo, propomos, neste texto, uma reflexão sobre a espiritualidade fundamentada nas raízes pneumatológicas do metodismo histórico e nos pressupostos teológicos latino-americanos. Tais raízes são consideradas essenciais para o desenvolvimento de uma espiritualidade wesleyana coerente com a realidade brasileira.

Mas é importante destacar que para discutir espiritualidade não é nevrálgica a fundamentação ou elaboração de uma pneumatologia, pois há exemplos na América Latina de espiritualidades que tinham como base a cristologia (talvez por buscarem alicerçar-se na concretude do Jesus histórico). Entretanto, quando o debate gira em torno da espiritualidade wesleyana, a pneumatologia se torna essencial, na medida em que é o próprio fundamento dessa espiritualidade no decorrer da história.

Destacamos ainda que o eixo central de nosso debate não é a espiritualidade latino-americana em si, mas a wesleyana. Procuraremos, sim, olhar para a espiritualidade wesleyana a partir da nossa realidade e teologia latino-americanas, buscando uma aproximação teológica e até uma releitura do pensamento wesleyano sobre espiritualidade, contextualizando-o.


Artigo publicado na Revista Caminhando, vol. 7, n. 1 [9], 2002, da Faculdade de Teologia, Universidade Metodista de São Paulo. Para ter acesso ao texto na íntegra, clique em:

Artigo Completo: Por uma espiritualidade wesleyana para a América Latina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar este blog